Como rever o modelo de negócio? 4 passos para sua empresa inovar

Rever o modelo de negócio é uma tática essencial para garantir que a empresa tenha sucesso em longo prazo, já que uma grande quantidade das organizações tem suas atividades encerradas por deixar de buscar a inovação. É possível que o empreendimento esteja indo bem à primeira vista, porém, ele não conseguirá se manter no mercado por longos períodos e ultrapassar a famosa barreira dos 5 anos.

Confira, nesta publicação, o que exatamente é essa barreira, qual a importância da inovação para o empreendimento, quais são os passos para rever o modelo de negócios e como uma consultoria é importante no processo. Ao final da leitura, você saberá quais atitudes devem ser tomadas para garantir a longevidade da sua empresa!

O que é a barreira dos 5 anos e como a falta de inovação no negócio impede sua sobrevivência?

De acordo com os dados acumulados pelo IBGE, menos da metade das empresas sobrevivem no mercado por mais de 5 anos, e esse fato consiste na barreira de que estamos tratando nesta publicação. O instituto iniciou o estudo contabilizando quantas organizações nasceram no ano de 2010 — cerca de 733,6 mil —, apesar de 75,1% terem sobrevivido no primeiro ano, somente 37,8% continuaram a exercer suas atividades até o ano de 2015, quando restaram apenas 277,2 mil negócios ativos.

Nenhum modelo de negócios deve permanecer eternamente estático — é preciso fornecer espaço para mudanças, desde que sejam minuciosamente estudadas. Os concorrentes estão sempre buscando se modernizar e otimizar seus processos, o que reduz seus custos e possibilita maior expansão do negócio.

A empresa que não rever seu modelo de negócio terá dificuldades de reter seus clientes e perderá sua fatia no mercado. Isso não significa que é preciso alterar seu ramo de atividade ou reestruturar completamente seu quadro de funcionários, mas recomenda-se que os responsáveis adotem a tecnologia e apliquem táticas alinhadas com a necessidade do mercado. Alguns exemplos são a adoção de outsourcing, consultorias, compliance tributário e minimização da carga de impostos, a governança corporativa etc.

Quais são os 4 passos essenciais para rever o modelo de negócio?

1. Faça um diagnóstico empresarial

Nenhum gestor deve tomar decisões sem embasamentos, pois não basta ter boa vontade e sentimento de intuição para que o negócio tome um rumo mais vantajoso a fim de garantir sua sobrevivência. É preciso conhecer, de forma aprofundada, as características da empresa, assim, haverá uma motivação concreta e estudada para a tomada de decisões.

É fundamental que a empresa aplique ferramentas que identifiquem as qualidades do negócio, e uma delas é a famosa análise SWOT, que estuda as forças e fraquezas da organização, suas oportunidades de mercado e as possíveis ameaças futuras. Também se deve estruturar um bom planejamento estratégico, verificando se os objetivos e as metas do negócio estão condizentes com a realidade. Outra ferramenta útil é a matriz 5W2H, que determina as características de cada projeto, meta e investimento.

Caso o empreendedor não conheça essas ferramentas, é fundamental que ele as estude — ou contrate profissionais que saibam aplicá-las. Elas permitirão que ele conheça melhor sua empresa e saiba como a revisão do modelo de negócio deve ser feita para garantir o sucesso.

2. Corra riscos

Assim como, no começo do empreendimento, foi preciso correr riscos, é fundamental ter a mesma mentalidade na revisão do modelo de negócio. Não há outro caminho a não ser buscar a inovação, testar novos direcionamentos, buscar opiniões diferentes e conhecer mercados e lugares antes não explorados.

Powered by Rock Convert

Quando um indivíduo estabelece um negócio e consegue estabilizar seu lucro, é possível que ele caia em uma zona de conforto e tenha medo de realizar mudanças. No entanto, isso gera a estagnação e, além de prejudicar o desenvolvimento profissional, também impedirá a sobrevivência da empresa, por isso, é fundamental mudar a mentalidade e assumir riscos novamente.

Faz-se importante saber que não é preciso tomar riscos excepcionalmente elevados e colocar em jogo tudo que foi conquistado até o momento — é necessário calcular minuciosamente as mudanças e minimizar ao máximo as chances de insucesso por planejamentos.

3. Enxergue o negócio como o início

Lembre-se do momento em que você iniciou o empreendimento, já que, na fase de rever o modelo de negócios, é preciso agir como se você estivesse abrindo uma empresa novamente. Dedique-se e estude as atividades da organização, faça planejamentos, consiga financiamentos, conheça o mercado consumidor, a concorrência etc.

Isso não significa que o processo será exatamente o mesmo que antes, já que, em primeiro lugar, é necessário se atualizar, pois a forma como uma empresa de sucesso é estruturada no presente pode não ser igual alguns anos após, haja vista que as estratégias de marketing, as parcerias e até a legislação podem ser diferentes. Atualmente, é essencial investir em tecnologia e contar com o apoio de especialistas que também se mantenham atualizados e modernizados.

4. Repita o processo

Lembre-se de que a revisão do modelo de negócios não deve ser feita somente uma vez a cada 5 anos. Sempre que o gestor conseguir antecipar a estagnação, a redução de lucros ou um cenário futuro instável, será necessário refazer todo o plano. Afinal, o objetivo não é somente ganhar alguns anos de mercado, mas, sim, sempre manter a sua empresa crescendo e faturando.

Como uma empresa de consultoria fornece mais segurança no processo?

Consultoria é um serviço em que profissionais especializados realizam um diagnóstico da organização, identificam seus problemas, aplicam soluções e medem os resultados para averiguar os ganhos reais. Trata-se de um apoio necessário para rever o modelo de negócio, pois o gestor não conseguirá identificar os entraves sem conhecimento técnico de uma certa área.

Por exemplo, caso a sua empresa precise realizar um compliance tributário — executar as atividades conforme a legislação tributária para evitar pagamento de impostos além do necessário, multas e problemas com o Fisco —, é inviável que ela interrompa suas atividades e estude toda a legislação tributária brasileira.

Com o auxílio de uma boa consultoria, as chances de sobrevivência da empresa crescem exponencialmente pelo fato de que ela conseguirá se ajustar à lei. É importante ressaltar que a consultoria ainda presta diversos serviços, além de regularização tributária, aprimoramento da governança corporativa e do controle financeiro; aperfeiçoa a performance empresarial e mais.

Não é fácil rever o modelo de negócio, já que, com o mercado competitivo e globalizado, é necessário aplicar conhecimento técnico de diferentes ramos. Por isso, é preciso contar com serviços de especialistas para assegurar que a organização ultrapasse a barreira dos 5 anos.

Gostou do nosso artigo? Tem alguma dúvida ou sugestão? Entre em contato com um de nossos consultores diretamente pelo nosso site!

× Como posso te ajudar?