4 passos para evitar problemas fiscais em pequenas empresas

Uma pequena empresa enfrenta vários problemas fiscais que geram prejuízos ao negócio e comprometem a sua sobrevivência no mercado. Alguns exemplos deles são o regime tributário inadequado, a desorganização dos documentos, a falta de atualização sobre novas regras, entre outros.

O gestor que almeja conquistar sucesso precisa conhecer, então, os 4 passos imprescindíveis para minimizar a possibilidade de ocorrência desses problemas. Continue a leitura para saber quais são eles!

1. Faça um planejamento tributário

Planejamento tributário é um conjunto de estratégias criadas por contadores com o objetivo de minimizar a carga tributária de forma completamente legal. Isso pode ser feito de diferentes maneiras, por exemplo, escolhendo o enquadramento tributário mais vantajoso, aproveitando benefícios fiscais, evitando a incidência de um determinado imposto, entre outras.

2. Invista em uma assessoria especializada

Como a legislação fiscal brasileira é extensa e complexa e está em constante mudança, o gestor não conseguirá manter um estudo constante das leis brasileiras e administrar o seu negócio simultaneamente. Para garantir a conformidade perante as leis fiscais, é essencial contratar uma equipe de assessores especializados em gestão fiscal.

Esses profissionais serão responsáveis por toda a burocracia que envolve questões fiscais. Isso garante vários benefícios ao negócio, como:

Powered by Rock Convert
  • economia: os assessores elaboram o planejamento tributário ideal para o negócio, gerando redução de custos com impostos, taxas e contribuições;
  • eficiência: eles estudam o processo de cumprimento das obrigações acessórias, encontram pontos de melhoria e tornam o processo mais eficiente;
  • prevenção: são tomadas medidas para evitar que ocorram erros na declaração de tributos, o que geraria problemas legais;
  • atualização: eles mantêm a empresa atualizada quanto às eventuais mudanças na lei fiscal.

3. Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia pode ser utilizada inteligentemente pela empresa para minimizar a ocorrência de problemas fiscais. É possível, por exemplo, usar sistemas especializados que automatizam o cálculo de tributos, a emissão de notas fiscais, a geração de relatórios contábeis, o envio de informações para o Fisco, entre outras atividades.

Outra forma de aproveitar a tecnologia é solicitando o apoio de assessores online e que usam ferramentas modernas. Graças ao avanço da internet, atualmente, é possível que os assessores prestem serviços completos e de qualidade a distância.

4. Atente aos prazos

O prazo é um dos fatores mais relevantes aos quais todo gestor deve atentar para evitar problemas com o Fisco. Atrasar pagamentos ou o envio de declarações faz com que a empresa arque com sanções, como multas e outras.

Algumas obrigações devem ser cumpridas mensalmente; outras, semestralmente; e ainda há aquelas que são realizadas anualmente, mas elas variam, dependendo do regime tributário que foi definido pela organização. Para garantir a conformidade, é fundamental que o planejamento tributário inclua um calendário de obrigações fiscais, bem como que os responsáveis se comprometam a segui-lo.

Deixar de aplicar os passos explicados pode trazer muitas consequências que prejudicam o seu negócio, como impossibilidade de participar de licitações públicas, maior dificuldade de conseguir empréstimos e financiamentos, multas e juros, entre outras. Adote as nossas dicas no dia a dia do seu negócio para evitar problemas fiscais e garantir a sua manutenção no mercado.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe já um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto, uma eventual dúvida ou um feedback!